Cientista de Dados: o que faz, salário e como se tornar

Cientista de Dados: o que faz, salário e como se tornar

As habilidades técnicas são essenciais para um cientista de dados desenvolver seu trabalho com excelência. Elas serão adquiridas através de um curso de educação superior relacionado a área de Ciência de Dados. Isso porque https://temlondrina.com.br/tecnologia/qual-escolher-bootcamp-de-programacao-x-cursos-tradicionais/ o seu trabalho envolve trocas com o time de Ciência de Dados, mas também com os demais setores da empresa. Se você tem vontade de ser o um cientista de dados ou quer conhecer melhor a profissão continue lendo este post.

Manter-se atualizado exige um grande esforço e dedicação e isso é um dos atalhos para o sucesso nesse campo de atuação. Proatividade, criatividade e comunicação não são suficientes se o profissional não possuir conhecimento das principais ferramentas que envolvem o Big Data Analytics. O profissional de Big Data lida com diversos setores e interesses de uma organização e isso exige uma grande capacidade de comunicação para entender as demandas de cada um dos interessados. Então, é necessário que o profissional que se dispõe a lidar com esse novo paradigma tenha a iniciativa de se antecipar e descobrir quais dados são esses, onde eles estão e trazê-los à tona para se transformarem em informação útil. Durante esse processo, o cientista de dados utiliza métodos de design (aplicados à ciência dos dados) na interação com os stakeholders relacionados com o problema ou a oportunidade.

Qual é a média salarial de um cientista de dados?

Isso porque há poucos cursos de graduação especificamente voltados para a Ciência dos Dados. As linguagens de programação ainda são muito importantes para esse perfil profissional e é necessário dominar algumas já conhecidas, como JAVA, C++, C# e Perl. Nesse ponto, é importante realizar experimentos com diferentes modelos de simulações, variadas técnicas e diversos cruzamentos de dados. A pós-graduação lato sensu em Data Science e Decisão do Insper oferece esta oportunidade para pessoas que são formadas em diversas outras áreas ganharem as habilidades necessárias para exercerem a função de um cientista de dados. Há muitas vagas para cientista de dados no Brasil e no mundo, mas faltam
profissionais qualificados para desenvolver esse tipo de trabalho.

o que faz um cientista de dados

A inteligência artificial é um nome dado pelo pessoal de ciência de computação que tem trabalhando com megadados. Vamos imaginar uma empresa relativamente grande que pode ter até cinco níveis de crescimento. Imagino o cientista de dados júnior entrando com habilidades ou de computação exclusiva, ou de estatística, ou um pouco das duas. Explore os impactos significativos de uma cultura data-driven nos negócios e confira dicas práticas sobre o uso dos dados para o desenvolvimento e crescimento de produtos digitais. Estamos falando do uso de ferramentas, como o streamlit do Python, que ajudam a construir de forma prática uma aplicação web para abrigar um modelo e facilitar o uso por pessoas não técnicas.

Visão de negócios

As principais decisões corporativas, que podem determinar os rumos tomados pela empresa, devem ter como base os dados disponíveis. Afinal, eles oferecem percepções importantes a respeito dos padrões de consumo do público, suas preferências e insatisfações. Uma das carreiras mais promissoras da atualidade é a de cientista de dados. Afinal, milhares de dados são gerados todos os dias e são esses profissionais, com sua expertise, que fazem sua mágica e transformam essas informações em insights e resoluções de problemas. Segundo ela, já existe uma demanda reprimida para funções, que a área acadêmica não consegue suprir com a formação de profissionais na velocidade necessária, como o campo em que atuam o cientista de dados. “Em especial dentro das empresas de inovação e desenvolvimento tecnológico, que estão prosperando inclusive em um momento de crise como vivemos hoje.

o que faz um cientista de dados

Há poucos anos a área de Data Science começou a se tornar relevante no mercado. Desde então, a importância de olhar para os dados como uma fonte confiável para a criação de estratégias de negócios têm crescido significativamente. Conhecer aspectos gerais do negócio ajudará a ampliar a compreensão desse profissional sobre para onde direcionar o olhar em termos de dados. Assim, ter conhecimento em SQL, Postgres, entre outros, curso de cientista de dados pode ser útil para a atuação como cientista de dados. Sendo assim, investir em uma formação aprofundada em um ou mais desses campos de conhecimento, te dará a base necessária para exercer a profissão de maneira satisfatória. Por exemplo, habilidades na área de estatística e matemática são fundamentais para a execução de testes de hipóteses, distribuição de probabilidades, e uma compreensão dos dados mais eficaz.

E como fica a programação nisso tudo?

Essa nova geração de profissionais tem ganhado cada vez mais notoriedade no mercado de trabalho, se tornando um ativo indispensável nas organizações. Porque é justamente essa função que tem as competências necessárias (tem que ter!) para interpretar todos esses dados e transformá-los em informações de real valor para vários setores e áreas de uma empresa. É muito importante ter conhecimento de conceitos de estatística e matemática. Grandes empresas de logística do mundo sabem da importância da ciência de dados em seu dia a dia quando o assunto é aperfeiçoar a sua eficiência operacional.

  • Feito isso, que é o que chamamos de “definição do problema”, ele começa o processo de coleta de dados.
  • Conseguir realizar cruzamento de dados que ninguém pensou e encontrar a informação mais escondida são capacidades raras e que trazem um grande diferencial para o profissional que se habilita a viver o mundo dos dados.
  • Além disso, vale destacar que o perfil profissional do cientista de dados é diferente dos perfis de um Analista ou Engenheiro de Dados.
  • A satisfação gera confiança e amplia as possibilidades do cliente realizar uma nova compra.

Chia sẻ bài viết